Meteorologia

Sorriso terá agenda internacional para debater agronegócios

13/02/22

Um presente especial para Sorriso, voltado para o conhecimento científico e justamente na data do 36.º aniversário. É o que o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Marcelo Lincoln, acabou de confirmar na embaixada de Israel no Brasil. Isso porque entre os dias 09 e 13 de maio uma comitiva israelense estará no Município para falar sobre agronegócios e sustentabilidade. Devem integrar a comitiva o especialista em agricultura da embaixada, Ari Fischer, e o chefe do departamento político da instituição, David Atar.

Fischer destaca que “não iremos para Sorriso ensinar a plantar soja; pelo contrário. O que queremos é discutir formas de produzir consumindo menos água, menos herbicidas e fungicidas e praticando sustentabilidade, como fazemos em Israel”.

Para Lincoln, o anúncio da parceria é muito bem-vindo e demonstra que além de produzir muito - com mais de 600 mil hectares de área plantada, produzindo mais de 2 milhões de toneladas de soja/safra, sendo o maior produtor mundial do grão; Sorriso também está à frente quando o assunto é sustentabilidade. “É também pensando nisso que já fomos adiante nessa parceria e além das capacitações em maio, teremos uma feira Sorriso/Israel em junho para potencializarmos o agronegócio sustentável”, frisa o secretário.

Com o ministro

Além de trazer boas notícias da Embaixada de Israel, Lincoln também visitou o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, para falar sobre as potencialidades de Sorriso nas áreas, social, econômica, sustentável e de geração de conhecimento. Lincoln também apresentou o Parque Tecnológico Luiz Giroletti.

“A documentação do Parque está pronta, necessitando de investimentos para o start inicial e nossa conversa com o ministro foi justamente nesse sentido. A SAMA é a pasta responsável por gerir o Parque. A intenção é abrir chamadas públicas e financiamentos para investimentos”, explica Lincoln.

Segundo o ministro Marcos Pontes, Sorriso procurou o Ministério em boa hora, já que no momento está aberto um edital de R$ 150 milhões para investimentos em parques tecnológicos de todo o país. “Além do valor financeiro, o Ministério também disponibiliza a expertise para repassar conhecimento aos municípios que estão gerenciando estruturas dessa natureza”, pontua Pontes.

Lincoln destaca que o Parque Tecnológico Luiz Giroletti é uma estrutura que está sendo pensada pela Administração Municipal desde 2013 e projetada visando os próximos 30 anos de crescimento e desenvolvimento do município e região. O local está centrado em uma área de 100 hectares, adquirida pela Prefeitura de Sorriso para alocar laboratórios e campos experimentais tendo como foco a área agroalimentar. A intenção é trabalhar com tecnologia da informação, incluindo agricultura de precisão.

Entre os destaques, a área abrigará a instalação de laboratórios de pesquisa e campos de teste com plantio de gêneros agrícolas melhorados. É avaliada também a possibilidade de ao menos sete grandes empresas instaladas em Sorriso migrarem suas atividades para o empreendimento. Há ainda o interesse prévio do local servir de base para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso (IFMT) e a Faculdade Mato-Grossense (Facem).

E, pensando em parcerias futuras e atuais, o Município já realiza um trabalho em conjunto com instituições como o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso (IFMT) e os Sistema S: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Social da Indústria (Sesi); Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Quem comemorou as notícias de Brasília foi o prefeito Ari Lafin. Para ele, “nosso Município não está somente na lista dos campões mundiais da produção de grãos; mas também na lista de quem diariamente se preocupa em deixar um legado e uma terra sustentável para as gerações futuras”.

Fonte:
Assessoria

Sorriso terá agenda internacional para debater agronegócios

Home
Sorriso terá agenda internacional para debater agronegócios
chevron-down