Meteorologia

Chuva intensa Prefeitura e Sindicato Rural seguem monitorando estradas vicinais

14/02/22

Até agora, 85% da safra de soja já foi colhida, diz presidente da instituição

Um olho no céu e outro na estrada.  Representantes da Prefeitura e do Sindicato Rural reuniram-se na manhã desta segunda-feira (14) para mapear a situação das estradas vicinais frente à constante chuva dos últimos dias. E, de acordo com a Coordenação de Proteção e Defesa Civil (Compdec), que integra a Secretaria de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil (Semsep), até amanhã (15) o tempo deve continuar chuvoso.

“Neste momento, nenhuma estrada está intransitável”, afirma o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, complementando que sim, muitas vias apresentam problemas  e a equipe da Secretaria Municipal de Transportes (Semtra) está de prontidão para agir assim que o tempo permitir. “Muitas vezes, colocar máquina para trabalhar sem as condições adequadas pode piorar a situação”, reitera, pontuando que  todas as estradas vicinais passaram por manutenção no período de seca, mas a intensidade e constância das chuvas acabam trazendo danos às vias.

Entre os pontos mais críticos apontados pelo presidente do Sindicato Rural, Silvano Felipetto, estão trechos na Linha Norte, Celeste, Pontal do Verde, na MT-490 (Distrito de Caravágio), e a Estrada Pirapó.

Prevenção de atoleiros

E a equipe da Semtra está esperando que o sol volte a brilhar com força para poder roncar as máquinas. “Estamos de plantão esperando o sol para podermos resolver estas situações”, destaca o secretário de Transportes, Leonir Capitânio.

Para evitar atoleiros, pontos que podem apresentar os borrachudos estão no topo das prioridades. O termo aí não se refere ao mosquitinho que perturba muito, mas sim ao aspecto da estrada: a via começa a apresentar um ondulamento na lateral da estrada, como se estivesse sendo empurrada para as beiradas. E justamente o nome deriva dessa aparência de borracha.

 

Estrada próxima ao Jardim dos Ipês com tráfego bloqueado para caminhões

De maneira coordenada com a Semtra, a Compdec segue monitorando as vias para garantir a segurança no ir e vir em todos os cantos do Município. Em um destes pontos, a Rua 5 da Linha Verdes Campos, estrada que permite o acesso da BR-163 ao Jardim dos Ipês,  bem próxima à cidade, a Defesa Civil interditou parcialmente a via.  No trecho, que está sofrendo com buracos na lateral da pista, só é liberado o tráfego de veículos pequenos, ou seja, nada de caminhões naquele local.

“Enquanto o tempo não firmar, não será possível resolver o problema”, reforça o coordenador da Compdec, Alberto dos Santos.  Segundo ele, as pontes também estão sendo constantemente vistoriadas.

Transporte de alunos

O transporte de alunos nas linhas do interior está sendo igualmente monitorado, como forma de prevenir qualquer ocorrência que possa colocar em risco a saúde e o bem-estar dos estudantes que precisam das estradas para ter acesso à educação. “Precisamos resguardar a vida de nossos alunos, assim como dos profissionais que atuam no transporte dos estudantes”, acrescenta o prefeito.

 

Colheita

Além da atenção às estradas, os produtores também ficam de olho no tempo para conseguir retirar a soja e plantar o milho. Segundo Felipetto, 85% da safra de soja já foi colhida.  “Em comparação ao ano passado, nossa situação é bem mais tranquila”, compara, acrescentando que entrou em contato com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) para saber o índice de perda provocado por doenças, por tombamento e pela chuva. Até agora, de acordo com o representante dos produtores, o índice médio de perda está na casa dos 12%, levando em consideração estes três fatores. Da safra estimada em 2.160.000 toneladas, deve ser alcançado o volume de 1.900.000 toneladas.

Monitoramento

Também participaram da reunião de monitoramento na manhã desta segunda-feira, o vice-prefeito Gerson Bicego e os secretários municipais Hilton Polesello (Governo), Marcelo Lincoln (Agricultura e Meio Ambiente), José Carlos Moura (Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil), e Emerson Farias (adjunto de Transportes).

Fonte:

Chuva intensa Prefeitura e Sindicato Rural seguem monitorando estradas vicinais

Home
Chuva intensa Prefeitura e Sindicato Rural seguem monitorando estradas vicinais
chevron-down